Navegar

04/12/2019

Como funciona a bitcoin? Veja na coluna de Marcelo Viana

Foto: Reuters

Reprodução da coluna de Marcelo Viana, na Folha de S.Paulo

Em 2010, depois de ter dado a partida numa ideia revolucionária – bitcoin – o misterioso Satoshi Nakamoto sumiu sem deixar rastros: nem sequer sabemos se se trata de uma pessoa ou de um grupo.

Nem isso, nem os alertas quanto ao perigo de investir numa moeda tão intangível impediram a bitcoin (e outras criptomoedas) de se tornarem um fenômeno de popularidade: seus usuários atualmente contam-se pelos muitos milhões. E a nova moeda teve uma valorização impressionante: tendo começado a menos de um centavo de dólar, está avaliada em US7 mil, depois de ter chegado a quase US$ 20 mil dois anos atrás.

Leia também: OBMEP divulga premiados entre 18 milhões de participantes
Visgraf participa da 5ª edição do VFXRio na Casa Firjan
‘Research in Options’ reúne especialistas em finanças

O sistema da bitcoin foi desenhado para garantir a integridade da moeda de forma automática, sem uma organização responsável. Ele tem três elementos críticos, todos fortemente baseados em matemática: “blockchain”, validação de assinaturas e mineração.

A ideia de blockchain (cadeia de blocos) é que todas as transações estão registradas no sistema e acessíveis a qualquer usuário, praticamente em tempo real. São agrupadas em blocos de cerca de mil transações cada, organizados sequencialmente. Assim, todo usuário pode saber o saldo de bitcoins de qualquer outro. No entanto, a privacidade é total, pois os usuários são identificados por um código.

Todas as transações são validadas por assinatura digital. É usada criptografia de chave pública, em que cada usuário tem duas senhas: uma privada, que usa para “assinar” suas transações, e outra pública, que os demais podem usar para confirmar que a assinatura é válida. O método está baseado no fato de que certas operações matemáticas são muito mais fáceis de fazer do que de desfazer: neste caso, a matemática vem da chamada teoria das curvas elípticas.

Para ler o texto na íntegra acesse o site do jornal ou confira na versão impressa

Leia também: Inscrições do Curso de Verão abrem em 16 de dezembro
Programa ‘Meninas Olímpicas do IMPA’ é destaque em O Globo