Navegar

2 de Abril de 2018, 16:56h

Visgraf apresenta The Tempest na conferência Rio2C

Cinema, teatro, realidade virtual e tecnologia de jogos em um mesmo experimento. Baseada em “The Tempest”, peça de William Shakespeare escrita há cerca de 400 anos, a narrativa desenvolvida por pesquisadores do Visgraf – Laboratório de Computação Gráfica do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) – traz a marca do ineditismo.

Leia também: IMPA lança pedra fundamental de seu novo campus
Grandes professores de matemática moldam destinos
OBMEP ajuda a mudar a vida de jovens estudantes

Na versão do Visgraf, que desde 1989 investiga modelos matemáticos e computacionais para aplicação em novas mídias, atores, usando equipamentos de realidade virtual e de captura de movimento, contracenam em cenários virtuais e tridimensionais.

Após duas sessões no IMPA, seguidas de debate e apresentadas para plateias formadas por integrantes das áreas de cinema, teatro e computação gráfica, os pesquisadores modificaram o formato original do experimento e vão apresentá-lo para um público ainda mais amplo.
 
O resultado poderá ser visto nesta quinta-feira (5), das 9h às 18h, na Rio Creative Conference (Rio2C), na Cidade das Artes, Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. O evento internacional reunirá destacados nomes da indústria criativa para debater música, inovação e audiovisual, como Chance Gasco, cofundador da franquia “Call of duty”; Cort Lane, da Marvel; e Bruce Miller, produtor de “The handmaid´s tale”.

Luiz Velho no processo de produção do avatar da atriz Helena Varvaki

“The Tempest” integra a programação do XR Arcade, uma das principais atrações da Rio2C, que une inovação e audiovisual em produções com realidade virtual em diferentes formatos – games, documentários, ficção, animações em duas e três dimensões. As exibições acontecerão em domos espalhados em uma ampla área no térreo e no primeiro andar da Cidade das Artes.

Os atores usam óculos de realidade virtual e marcadores de captura de movimento 

Usando um equipamento de realidade virtual, a plateia poderá acompanhar a apresentação do “The Tempest”, encenada e gravada em janeiro de 2018, numa experiência cinematográfica em 360 graus.

Ainda na quinta-feira, das 12h às 12h45, Luiz Velho participará do painel “VR e AR – futuros possíveis”, com Kari Pulli, CTO da fabricante de headsets de realidade aumentada Metavision, e Luiz Alberto Oliveira, curador do Museu do Amanhã.

Leia também: Matemático Chaim Samuel Hönig morre, em SP, aos 92 anos
Museu do Amanhã mostra a beleza escondida da Matemática