Navegar

12 de abril de 2019, 15:34h

Nota de esclarecimento do IMPA sobre chuvas no Horto

Diante das intensas chuvas que atingiram a cidade, provocando transtornos e destruição no Jardim Botânico e Horto, informações falsas vêm circulando em redes sociais sobre o terreno onde será construído o anexo do Instituto de Matemática Pura e Aplicada. O IMPA se solidariza com os moradores e esclarece que nenhuma árvore foi removida na propriedade e que a obra não foi iniciada. Todas as exigências dos órgãos municipais para obter a licença estão sendo rigorosamente seguidas.

Desde terça-feira (9), o IMPA está em contato com as associações de moradores do Jardim Botânico e residentes das áreas atingidas próximas ao terreno. Equipes do IMPA estiveram no local com técnicos da Geo-Rio e moradores para avaliar o impacto do temporal e, nesta quinta-feira (11), um perito contratado pelo instituto inspecionou o terreno. A limpeza de sedimentos e dutos no terreno já foi iniciada.

O projeto de expansão recebeu o Prêmio Reconhecimento 2017 da Fundação Lafarge Holcim, da Suíça, por respeitar o meio-ambiente e reduzir o impacto no entorno florestal e urbano. A obra inclui a contenção de encostas e instalação de reservatórios de retardo de águas pluviais (“piscinões”), medidas que resultarão no aumento da segurança geológica e hídrica da região. O projeto tem o apoio de 25 estudos complementares, entre os quais de drenagem e contenções.

O volume atípico de chuvas no Horto (334mm em poucas horas) foi recorde em 22 anos. A violência das águas causou a completa destruição de um trecho da Rua Raimundo de Freitas Matos, acima do terreno do IMPA, provocando uma cratera de cerca de 10 metros de altura e 25 metros de extensão. Esses sedimentos foram arrastados pela chuva seguindo o declive da região em direção à Rua Barão de Oliveira Castro, formando uma potente cachoeira misturada com detritos, sem passar pelo terreno do IMPA. Parte das casas na Rua Barão de Oliveira Castro foi afetada por esse incidente sem relação com a área do instituto.

A propriedade do IMPA também foi atingida pelo temporal, que arrastou sedimentos, obstruindo galerias pluviais. Em dezembro, o instituto havia feito a limpeza de poço de contenção e da galeria de águas pluviais. Na ocasião, foi retirada grande quantidade de sedimentos. As demais galerias estavam desobstruídas até segunda-feira.

O IMPA reitera que está em permanente contato com as associações do Horto e com os moradores da área.