Navegar

1 de agosto de 2019, 18:51h

Ramos apresenta teoremas da Geometria Simplética


No encerramento das palestras de divulgação do 32º Colóquio Brasileiro de Matemática, o pesquisador do IMPA Vinicius Ramos lotou o auditório Ricardo Mañé na tarde desta quinta-feira (1º). Em “Mergulhos simpléticos e teoria dos números”, o matemático apresentou um panorama dos estudos realizados em Geometria Simplética, abordando da dinâmica hamiltoniana às descobertas mais recentes relacionadas ao tema que pesquisa. 

“Como esta é uma palestra de divulgação, não vou falar muito profundamente dos meus resultados, mas, sim, de algumas coisas um pouco mais clássicas da teoria.”, justificou Ramos, no início da palestra. 

Leia também: Matemática pode ajudar no controle de doenças infecciosas
No Colóquio, mesa-redonda celebra os 40 anos da OBM
Luna Lomonaco é a primeira mulher a conquistar Prêmio SBM

Ao versar sobre teoremas como de Gromov (1985), de Mcduff-Polterovich (1994) e de Opshtein (2007), o pesquisador examinou a contribuição deles ao campo de estudo, que tem raízes na mecânica clássica do século 19. Nos minutos finais da apresentação, Ramos exibiu contribuições mais recentes de sua autoria à área dos mergulhos simpléticos.

Nos últimos três anos, o matemático elaborou dois teoremas que inovaram pela interseção criada entre a Geometria Simplética e o estudo de bilhares. Este é um dos grandes propósitos de Ramos no decorrer da pesquisa.

“Meu sonho é descobrir aplicações da Geometria Simplética em bilhares. Então, estou tentando investigar se consigo revelar alguma coisa de bilhares que ainda não é sabida. Como, por exemplo, se existe uma trajetória fechada de bilhar em um triângulo obtuso. Não sei se vou conseguir, mas tentarei”, revelou Ramos em entrevista à Comunicação IMPA.

Com o projeto contemplado com R$ 1 milhão pelo programa de apoio à pesquisa científica do Instituto Serrapilheira, o sonho se torna cada vez mais possível. Este ano, o matemático foi um dos 12 pesquisadores do país selecionados para receber o apoio financeiro da Instituição.

Apesar de já ter frequentado o Colóquio Brasileiro de Matemática como participante, essa foi a estreia de Ramos como palestrante do evento. Por ter passado muitos anos em programas de pós-graduação no exterior, sua presença no Colóquio era breve. Em 2017, já como pesquisador do IMPA, Ramos teve a palestra cancelada. Mas o motivo era nobre: o nascimento de seu filho. 

“Esta é a primeira vez em que posso me dedicar ao Colóquio a semana inteira. Estou gostando muito”, comemorou.

Leia também: Jayme Szwarcfiter recebe Prêmio Elon Lages Lima
Pesquisador Douglas Arnold critica Fator de Impacto