Navegar

22 de agosto de 2019, 15:20h

Marcelo Viana recebe Prêmio CBMM por contribuição à ciência

O diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, recebeu, na noite desta quarta-feira (21), o Prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia. A cerimônia de entrega ocorreu no Museu do Amanhã, no Centro do Rio de Janeiro. Especialista na área de Sistemas Dinâmicos, Viana conquistou a honraria por suas contribuições à ciência, que elevaram o prestígio do Brasil no cenário mundial.

Em seu discurso de agradecimento, o diretor-geral do IMPA relembrou as origens da matemática no Brasil e atribuiu parte da vitória aos colegas de profissão e à família.

Leia também: Jaqueline Mesquita ganha Prêmio Para Mulheres na Ciência
Miquel Ten defende tese sobre geometria de Poisson
Motivação de professor torna possível medalha na OBMEP

“Agradeço aos meus colegas matemáticos, de várias gerações, que fizeram acontecer um progresso notável na matemática no Brasil nos últimos 60 anos. Começamos com origens muito humildes, lá nos anos 50, e durante este tempo já tivemos a Medalha Fields do Artur Avila, primeiro brasileiro laureado nesta premiação, e várias outras conquistas. Quero agradecer também à minha família, que, todo dia, recompensa meu esforço com carinho, apoio e muita compreensão.”

Em entrevista ao IMPA, Viana relatou que um de seus principais desafios é o trabalho de popularizar a matemática no Brasil. “Faz parte da atividade do cientista aproximar a ciência da sociedade. Primeiro porque é a coisa certa a se fazer, pois a ciência deve ser compartilhada. Mas também por uma razão de inteligência. Se a sociedade não souber o que nós fazemos, não vai valorizar o nosso trabalho. Por isso a iniciativa da CBMM é tão importante, pois celebra o papel do cientista na construção da nação.” 

Em 2016, Viana foi o primeiro matemático a receber o Prêmio Louis D., do Institut de France, uma das mais importantes comendas científicas do mundo. No mesmo ano, seria agraciado pelo Prêmio Anísio Texeira da Educação Básica. Viana também conquistou o Ramanujan do Centro Internacional de Física Teórica (2005), além de ter recebido a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico (2000) e a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Educacional (2018).

O pesquisador do IMPA Artur Avila foi o responsável pela apresentação da trajetória de Marcelo Viana, ressaltando alguns pontos de destaque da sua carreira. “Marcelo vem fazendo contribuições sociais muito importantes para a comunidade matemática nacional e internacional. É um grande incentivador das olimpíadas brasileiras de Matemática, criou o programa PROFMAT (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional) e está por trás de várias outras iniciativas. Trabalha em muitas frentes de conhecimento e se dedica a estender o impacto do IMPA em novas camadas, para além da academia.”

Além de Marcelo Viana, a distinção também foi entregue ao biólogo João Batista Calixto. Professor-titular aposentado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), ele venceu na categoria Tecnologia, destinada aos que geraram impacto econômico, social e ambiental relevante para o país com aplicações práticas do conhecimento científico. 

“Este prêmio é um alento para os cientistas. Ele traz uma mensagem de esperança para os jovens talentos que iniciam sua carreira na ciência. Quando empresários se juntam para celebrar o legado de cientistas, é um sinal muito positivo de que há reconhecimento neste tipo de carreira”, relatou Calixto ao IMPA.

A cerimônia teve palestra do norte-americano Paul Romer, Nobel de Economia em 2018. Ex economista-chefe do Banco Mundial, Romer apresentou pontos de sua Teoria do Crescimento Endógeno, segundo a qual investimentos em capital humano, inovação e conhecimento contribuem significativamente para o crescimento econômico.

O palestrante agradeceu ao IMPA por ter formado como mestre o orientador de seu doutorado, José Alexandre Scheinkman (Universidade de Columbia). “Devo ao IMPA e ao Brasil pelo meu orientador José Alexandre, com quem aprendi muito sobre o compromisso com o rigor na Matemática. Atualmente, muito me preocupa a perda deste compromisso com a ciência, com a verdade.”

O presidente do conselho de administração da CBMM Pedro Moreira Salles defendeu o papel da ciência e da tecnologia para o desenvolvimento do país. “A ciência expande o nosso horizonte e diminui a nossa perplexidade. Um país que oferece ao mundo conhecimento é um país honrado.”

Prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia

Instituído pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração, o Prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia tem o propósito de reconhecer o valor de pesquisadores que contribuem de forma significativa para o desenvolvimento do país e incentivar a produção da pesquisa científica e tecnológica de caráter inovador. Ele é dividido em duas categorias: ciência e tecnologia.

Em sua primeira edição, o prêmio recebeu 83 inscrições de várias partes do país, realizadas voluntariamente ou por indicação de personalidades renomadas nas áreas de Ciências Exatas e Engenharias. Os inscritos foram avaliados por uma comissão julgadora composta de três jurados na categoria de ciência e três jurados na categoria de tecnologia. Cada agraciado recebeu um troféu e R$ 500 mil. 

Leia também: Espetáculo de teatro de bonecos em realidade virtual no IMPA
Trajetória de Hubert Lacoin vai dos carros ao baralho