Navegar

20 de setembro de 2019, 16:10h

Jo Boaler mostra nova abordagem da Matemática

As professoras da Universidade de Stanford Jo Boaler e Cathy Williams foram as protagonistas do 2º Seminário Mentalidades Matemáticas, em São Paulo. Voltado para professores e secretarias de educação municipais, o evento teve o objetivo de ampliar as discussões e reflexões sobre aprendizagem por meio do método Mentalidades Matemáticas, abordagem segundo a qual todos podem aprender a matéria em níveis avançados. Organizado pelo Instituto Sidarta, em parceria com o Itaú Social, o seminário teve patrocínio da Fundação Lemann e apoio do IMPA. 

As pesquisadoras usam descobertas recentes da neurociência para desenvolver o programa e ensinar matemática de forma mais natural e interessante. Especialistas em educação, Jo e Cathy são fundadoras da plataforma YouCubed/Mentalidades Matemáticas, que disponibiliza conteúdo gratuito — atividades, jogos, aplicativos e videoaulas — de estímulo à Matemática criativa e acumula mais de 30 milhões de acessos por mês em 140 países. Segundo o site, alunos que fizeram 18 aulas do programa tiveram desempenho acadêmico melhorado em 50%, o equivalente a 2,4 anos de estudo. O Instituto Sidarta traduziu para o português e adaptou o site e conteúdo. 

Leia também: Serrapilheira oferece bolsas de R$ 100 mil para cientistas
Brasil conquista três ouros e uma prata na Ibero-americana
ICM 2018 conquista prêmio internacional de Comunicação

Vanderlei Horita, Coordenador da Comissão Acadêmica Nacional do PROFMAT, e Letícia Rangel, coordenadora do Meninas Olímpicas do IMPA, estiveram presentes na edição. “As atividades do eventos foram baseadas em uma abordagem visual e no trabalho colaborativo de conteúdos matemáticos dentro da sala de aula. É uma proposta de mudança do paradigma do papel passivo dos alunos para outro mais ativo e interativo, para formar profissionais preparados para serem proativos e com habilidade de trabalho conjunto”, disse Vanderlei.

Vanderlei Horita, Letícia Rangel e Fabio Simas com palestrantes da Universidade de Stanford

Na avaliação de Letícia, o evento conseguiu envolver a todos. “As atividades propostas desafiaram todos os participantes, que tinham diferentes níveis de formação matemática. Ninguém ficou de fora. É uma proposta muito interessante que nos fez refletir sobre o ensino de matemática na Educação Básica e na formação do professor”, afirmou.

Os participantes do seminário tiveram acesso às principais bases de estudo e pesquisa, de dinâmicas e exercícios que podem ser aplicados em sala de aula, além de resultados e descobertas dos programas desenvolvidos na área de Matemática.

No evento também foi lançada a versão brasileira do livro “Mentalidades Matemáticas em Sala de Aula: Ensino Fundamental – Volume 2”,  editada pelo Instituto Sidarta e publicada pela Editora Penso.

Leia também: Tales de Mileto e as origens da trigonometria
A interseção entre a Computação e a Matemática