Navegar

28 de fevereiro de 2018, 12:51h

John Forbes Nash Jr (1928-2015): Mente brilhante

A história do matemático norte-americano John Forbes Nash Jr. entrou na vida das pessoas através das telas dos cinemas, quando a cinebiografia “Uma Mente Brilhante”, protagonizada por Russell Crowe, estreou em 2001. No filme, a luta do gênio dos números com esquizofrenia humanizaram uma situação que somente o círculo acadêmico conhecia de perto.

Embora nunca tenha ganhado a Medalha Fields ou sido plenarista do ICM, Nash foi uma das principais estrelas do evento realizado em Pequim (China), em 2002.

Leia também: Tese em Sistemas Dinâmicos analisa regiões de instabilidade
TV Escola destaca entrada do Brasil na elite da matemática
IMPA abre edital para parceria em treinamentos olímpicos

Convidado para fazer uma das palestras públicas do ICM 2002, o matemático americano causou um alvoroço em sua chegada ao país. Já no aeroporto, ele e a esposa, a física Alicia Nash, foram recebidos com dezenas de buquês de flores. O hotel no qual se hospedaram estendeu um enorme tapete vermelho do lobby até os elevadores para o casal, numa clara expressão de respeito ao Nobel de Economia de 1994.

Além do assédio da mídia que cobriu em peso a presença de Nash no evento, estudantes de todas as idades chegaram horas antes ao local para garantir um bom lugar para ouvir o pai do Equilíbrio de Nash apresentar a palestra “Studying Cooperation in Games via Agencies”.

Passados 13 anos deste evento, no retorno da viagem à Noruega onde recebeu o prêmio Abel da Academia Norueguesa de Ciências e Letras, Nash e a esposa morreram em um acidente de trânsito em Nova Jersey (EUA).

Leia também: Brasil ganha duas medalhas em olimpíada na Romênia
Marcelo Flamarion surfa nas ondas da Dinâmica de Fluidos
Nota oficial do Instituto de Matemática Pura e Aplicada