Navegar

11 de setembro de 2019, 13:55h

No RJTV, Luiz Felipe Lins e o ensino criativo da Matemática

Imagem reproduzida da reportagem do RJTV

O trabalho do professor Luiz Felipe Lins foi tema do quadro “Olha essa História” do RJTV 2ª edição, neste sábado (7). A reportagem especial mostrou as formas criativas que o professor usa para ensinar Matemática e incentivar a participação na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP).

Na Escola Municipal Francis Hime, na Taquara, no Rio de Janeiro, Lins utiliza materiais como papelão e canetas para criar jogos de tabuleiro, memória e dominó. 

Leia também: Na Folha, Viana fala da diferença que faz um bom professor
A matemática na análise de fenômenos comportamentais
Fantástico repercute ajuda para medalhista de Cocal dos Alves

“O jogo promove uma aprendizagem que vai além da Matemática. É uma aprendizagem socioemocional. É trabalhar em equipe. É saber se respeitar, é saber construir um trabalho em conjunto”, explicou Lins.

Desde 2007, o carioca vem sendo premiado consecutivamente nas edições da OBMEP. Não é muito diferente para os alunos da Escola Municipal Francis Hime.

“Nós temos 630 premiações em olimpíadas de matemática na escola Francis Hime. São 630 crianças que sentiram o prazer de vencer na vida. E esse prazer só eles vão entender. Ninguém vai entender por eles.”, afirmou o educador.

A aluna Thaune Larrubia falou sobre sua surpresa ao perceber que os resultados do seu esforço começaram a vingar. “Quando falaram que eu passei na OBMEP, fui premiada na Canguru e na OMERJ eu pensei que era um erro, que era outra Thauane, de outra escola, de outro estado de outro país. Até que eu aceitei. O professor Felipe mudou a minha vida. Foi ele que me estimulou a participar das olimpíadas”, contou. 

Em 2016, Luiz Felipe Lins concluiu o Programa de Pós-graduação em Matemática (PROFMAT) na UNIRIO, com a tese “Resignificando a Matemática na Educação Pública da Cidade do Rio de Janeiro: Um novo projeto de vida para os alunos”. O trabalho desenvolvido pelo professor nas salas de aula também virou tema de uma história inspiradora publicada no site do IMPA, em 2018. 

Leia também: Estão abertas as inscrições para 2ª OBMEP – Nível A
Omar Alvarez defende tese em geometria de Poisson