Navegar

4 de abril de 2019, 17:25h

Prêmio Respostas para o Amanhã abre inscrições

Com as inscrições abertas até 17 de junho, o Prêmio Respostas para o Amanhã traz uma novidade nesta 6ª edição: a adoção da abordagem STEM, sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

O prêmio visa estimular e divulgar projetos de investigação e experimentação científica e tecnológica desenvolvidos por estudantes do Ensino Médio de escolas públicas. É uma iniciativa da Samsung, com coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e apoio da Unesco.

Leia também: OBMEP 2019 bate recorde de escolas e municípios inscritos
Blog Ciência & Matemática: por que é boa ideia ser matemático?
Miguel Ibieta defende tese sobre subvariedades Euclidianas

Na abordagem STEM, o ensino de Ciências encontra suporte na Tecnologia, nos processos de Engenharia e na aplicação da Matemática para soluções inovadoras de problemas reais em uma situação concreta.

 A novidade visa despertar o interesse dos alunos por essas áreas do conhecimento, assim como estimular a escolha de carreiras científicas e tecnológicas.

Os projetos, desenvolvidos por equipes de cinco a 15 estudantes, devem ser orientados por professores que lecionam disciplinas das áreas das Ciências da Natureza e da Matemática e suas Tecnologias. Além disso, para fortalecer a interdisciplinaridade, até dois professores parceiros de outras áreas do conhecimento podem participar.

 Cada aluno das três equipes vencedoras, em nível nacional, será contemplado com produtos Samsung: smartphone (1º lugar), notebook (2º) e tablet (3º). 

Professores e escolas também serão premiados. Os orientadores dos 20 projetos semifinalistas receberão um tablet, enquanto as instituições de ensino dos dez projetos finalistas ganharão uma TV de 55 polegadas e um notebook.

O prêmio disponibiliza aos professores e estudantes conteúdos para subsidiar o desenvolvimento das propostas e enriquecer ainda mais os projetos. Além disso, haverá a continuidade do Curso Aprender por Projeto para educadores, desvinculado da participação na 6ª edição, oferecido gratuitamente e com certificação ao final.

Realizado desde 2014 em países da América Latina, no Brasil o concurso já mobilizou ao menos 153 mil estudantes e 10.200 professores de cerca de 4.120 escolas.  

Leia também: Marcelo Viana vence Prêmio CBMM de Ciência
Marcelo Viana faz palestra no Maths Day for Development