Navegar

9 de julho de 2019, 12:14h

Jornal Nacional mostra premiação da OBMEP 2018

A premiação da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) de 2018 foi tema de reportagem exibida no Jornal Nacional (TV Globo) nesta segunda-feira (8). Gravada no Centro de Convenções do Fiesta Bahia Hotel, em Salvador (BA), a matéria apresentou depoimentos de alunos e diretores presentes à solenidade.

A repórter Patrícia Nobre ressaltou o crescimento da participação de crianças e jovens nas olimpíadas. Em comparação com a primeira edição da competição, em 2005, com 10.520.831 inscritos, a adesão de estudantes aumentou 73,35% em 2018, com 18.237.996. 

Leia também: Medalhistas participam de atividades culturais em Salvador
Milton Jara, o físico chileno que ‘virou’ matemático brasileiro
Com sede na Rússia, ICM 2022 já está com site no ar

Naicon Coutinho, que cursa o oitavo ano em uma escola municipal na cidade de Mortugaba (BA), foi um dos entrevistados. Medalhista de ouro em 2018, o estudante falou sobre a satisfação “inexplicável” de resolver desafios da Matemática.

A medalhista Nayra Oliveira, de Cocal dos Alves (PI), enfatizou o papel da OBMEP como provedora de oportunidades. Para ela, a participação nas provas, além de desenvolver seus conhecimentos, permitiu o alcance de objetivos até então inacessíveis, como o ingresso em uma universidade renomada.

Este também foi o caso do estudante Isaque Pim, mais um entrevistado pelo Jornal Nacional. Com a medalha de ouro no pescoço, o universitário relatou que o bom desempenho na OBMEP lhe rendeu uma bolsa no curso de graduação.
O diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, falou da relação dos participantes com a competição. Foram 575 alunos premiados com o ouro durante a cerimônia.

“A olimpíada apresenta a Matemática para as crianças e para os jovens de um modo muito lúdico, atraente e instigante. Ela faz com que a Matemática e a resolução de problemas, que é a base da apresentação da olimpíada, se tornem um desafio”, afirmou.

Sobre a OBMEP

Destinada a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, a OBMEP é promovida com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e do Ministério da Educação (MEC).

Criada em 2005 pelo IMPA, a competição tem como metas estimular o estudo da Matemática, revelar talentos – incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas – e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

A reportagem está disponível neste link: https://glo.bo/2YJde7w

Leia também: Medalhistas participam de atividades culturais em Salvador
Matemática inspira ‘O problemão da Banda Infinita’