Navegar

12 de junho de 2019, 10:32h

Como ganhar dinheiro com jogos de azar?

 

Gravura de Girolamo Cardano, em livro – Reprodução/ Wellcome Library de Londres

Reprodução da coluna de Marcelo Viana, na Folha de S.Paulo

Comentei semana passada que o cérebro humano não é bem adaptado para entender probabilidades. Isso é surpreendente, pois tal competência deveria ser útil para a sobrevivência de nossos ancestrais. No entanto, sem a ajuda da matemática temos dificuldade para lidar até com situações simples de incerteza.

A teoria matemática da probabilidade só começou no século 16. Os primeiros avanços foram obtidos por um dos personagens mais interessantes de seu tempo, o italiano Girolamo Cardano (1501 – 1576), e a motivação era prática: como ganhar dinheiro com jogos de azar?

Leia também: Prêmio IMPA-SBM de Jornalismo 2019 abre inscrições
Mindfulness ensina gestão de emoções e autoconhecimento
IMPA abre vaga de secretariado executivo para a Diretoria

Cardano tem lugar de destaque na história da matemática também por outra razão: em 1545 publicou o livro Ars Magna (A Grande Arte), em que introduziu os números negativos e divulgou pela primeira vez as soluções das equações de graus 3 e 4 (dando o crédito aos descobridores).

Astrólogo, médico, geômetra e astrônomo, Cardano se sustentava e pagava seus estudos com os lucros do jogo e chegou a juntar uma boa fortuna. Por volta de 1520, começou a escrever o “Livro dos Jogos de Azar”, em que identificou pela primeira vez as leis matemáticas do acaso.

Sua descoberta mais importante foi o Método do Espaço Amostral: para calcular a probabilidade de que o jogo seja favorável, conte todos os resultados possíveis e também todos os resultados favoráveis; a divisão do segundo número pelo primeiro dá a probabilidade desejada, sob certas condições.

Vamos praticar? O seu amigo propõe que sejam lançados 2 dados, um após o outro. Se a soma dos números obtidos for 6 ou menos ele paga R$ 1.000, caso contrário quem paga é você. Vale a pena jogar? Respostas são bem vindas pelo email viana.folhasp@gmail.com.

Cardano nunca publicou esse livro para não divulgar seus segredos profissionais. O texto foi encontrado após a sua morte e só seria editado em 1663.

Para ler o texto na íntegra acesse o site do jornal ou confira na versão impressa

A Folha permite que cada leitor tenha acesso a cinco textos por mês mesmo sem ser assinante.

Leia também: Livro de Paulo Ney vira história transformadora em Berkeley
IMPA abre nova chamada pública de bolsas de pesquisa