Navegar

2 de setembro de 2019, 18:04h

Brasil é campeão da 30ª Olimpíada do Cone Sul

Com duas medalhas de ouro e duas de prata, a equipe brasileira é campeã da 30ª Olimpíada de Matemática do Cone Sul, que aconteceu em Sucre, Bolívia, entre 24 a 31 de agosto. Olavo Paschoal Longo, de São Paulo (SP) gabaritou a prova, marcando 60 pontos e conquistando o ouro perfeito. O Brasil somou 206 pontos, empatando com o Peru.

O estudante Gustavo Neves da Cruz, de Belo Horizonte (MG), também levou um ouro, somando 58 pontos na competição. Enzo Pontes Saraiva de Moraes, de Fortaleza (CE), e Marcelo Machado Lage, de Belo Horizonte (MG), marcaram 44 pontos cada, conquistando duas medalhas de prata. 

Leia também: Novello usa a realidade virtual para ver espaços matemáticos
Fantástico destaca cortes para programas da OBMEP
Jacob Palis é homenageado com Prêmio Abdus Salam 2019

Olavo Paschoal falou sobre os impactos positivos  de receber a distinção. “A medalha é um importante feedback do nosso trabalho e renova nossas expectativas para competições futuras.” Gustavo Neves expressou sua satisfação com o desempenho do Brasil na competição. “Me sinto muito feliz com os resultados porque para chegar a eles foi preciso muito esforço e treinamento ao longo do ano”.

Medalhistas da 40ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), os estudantes foram acompanhados pelo líder, Davi Lopes, de Fortaleza (CE), e pelo vice-líder, André Yuji Hisatsuga, de São Paulo (SP).

Participaram da disputa as equipes da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. As provas foram realizadas individualmente e os estudantes dispuseram de 4h30 em cada dia para resolver três problemas propostos pelos países participantes e selecionados por um júri internacional. As questões abrangeram disciplinas como álgebra, teoria dos números, geometria e combinatória.

Realizada desde 1988, a competição tem o objetivo de criar oportunidade para jovens demonstrarem suas habilidades em Matemática e de reforçar os contatos interculturais entre os estudantes do Ensino Básico dos países latino-americanos. Desde a primeira edição da olimpíada, o Brasil já conquistou 29 ouros, 51 pratas e 33 bronzes.  

Leia também: Programa OBMEP na Escola tem os locais de prova divulgados
Os matemáticos acharam todas as simetrias