Navegar

1 de agosto de 2018, 19:17h

'Poucos tiveram iniciativas de tanto impacto'

 

“É difícil pensar em alguém que mereça mais este prêmio do que Ali Nesin”, afirmou o matemático alemão Gert-Martin Greuel, durante palestra em homenagem ao colega turco vencedor do Prêmio Leelavati, destinado aos pesquisadores que se dedicam à popularização da Matemática. A premiação foi anunciada na cerimônia de abertura do Congresso Internacional de Matemáticos (ICM 2018).

Greuel apresentou à plateia a história e várias imagens da Vila da Matemática, criada por Ali Nesin no interior da Turquia, em 2007. Em parceria com o arquiteto Sevan Nisanyan, o matemático idealizou um espaço onde estudantes com todos os níveis de conhecimento de Matemática pudessem aprofundar os estudos, sem as amarras do ensino tradicional, em curtas temporadas de imersão no espaço de 35 mil metros quadrados ao sul da cidade de Izmir.

Leia também: Venkatesh, Scholze, Figalli e Birkar ganham Medalha Fields
‘Figalli é um dos maiores nomes da Matemática de sua geração’
‘David Donoho é um polímata moderno’ 

Foram muitas as dificuldades no início da empreitada. Além de inúmeros entraves burocráticos para registrar a propriedade, Nesin foi acusado que ensinar Matemática sem permissão, contra as leis turcas. Aos poucos, o matemático e o arquiteto superaram as barreiras. Recebiam cem alunos por ano, em cursos de verão coordenados por professores voluntários. O projeto se expandiu e hoje são quase mil alunos. Apenas os estudantes que têm recursos pagam os US$ 25 por dia cobrados pelos cursos. Os demais contribuem com o que podem.  

A ideia da vila surgiu em 1995, quando Nesin decidiu deixar a carreira no Estados Unidos e voltar à Turquia, onde viu de perto as carências dos jovens no aprendizado da Matemática e outras ciências. Antes de criar o espaço de estudo, o professor criou um programa suplementar de ensino da Matemática e uma revista mensal que tratava do tema de maneira acessível, além de escrever diversos artigos em linguagem popular.

Em 2014, a vila foi ampliada para os campos de Arte e Filosofia. Na palestra, Greuel citou uma declaração recorrente de Ali Nesin: “Não é possível ter educação apropriada sem liberdade”. Também lembrou as “aulas -espetáculo” do professor, que entusiasma alunos de todas as idades com gestos grandiosos e uma forma amigável de tratar a Matemática. “Poucos matemáticos tiveram iniciativas de tanto impacto”, afirmou o professor alemão.