Navegar

14 de junho de 2018, 15:38h

China ultrapassa os EUA em número de artigos científicos

Foto: Reuters

Reprodução do blog do IMPA Ciência & Matemática, de O Globo, coordenado por Claudio Landim

A National Science Foundation (NSF) dos Estados Unidos publicou seu relatório sobre os Indicadores de Ciência e Engenharia.

Dois dados chamam a atenção:

O Brasil investe pouco em Ciência e Tecnologia.

Em 2015, os Estados Unidos investiram 2,74% do PIB em pesquisa e desenvolvimento. A Alemanha 2,93%, a França 2,22%, o Japão 3,29%, a China 2,07%, Israel 4,25% e o Brasil (em 2014) 1,17%. (dados do Capítulo 4, página 37)

A China ultrapassou os Estados Unidos em número de publicações de artigos em ciência e engenharia.

Em 2016, 18,6% dos artigos em ciência e engenharia foram publicados por cientistas chineses, 17,8% por americanos, 4,8% por indianos, 4,5% por alemães, 4,3% por ingleses. O Brasil encontra-se na décima segunda posição, respondendo por 2,3% da produção internacional. O número de publicações em ciência e engenharia do país, de 2006 a 2016, cresceu a uma taxa média anual de 6.6%. Esta taxa pode ser comparada a dos Estados Unidos (0,7%), da China (8,4%), da Coreia do Sul (5,5%) e da Alemanha (2,0%). (Dados do Capítulo 5, página 101).

Leia também: No G1, presos retomam estudos e participam da OBMEP
As pesquisas de intenção de voto: Matemática e realidade
Aprender matemática pode e deve ser prazeroso