Navegar

5 de Fevereiro de 2018, 16:50h

Como a SBM contribuiu para o desenvolvimento da matemática

Visitantes na frente do stand da SBM na Bienal de Matemática 2017, no Rio de Janeiro

* O texto abaixo fez parte do dossiê de candidatura do Brasil ao Grupo 5, a elite da Matemática mundial, da União Matemática Internacional 

A Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) representa o Brasil na International Mathematical Union (IMU) e na Unión Matemática de América Latina y el Caribe (UMALCA), além de ser membro fundador do Mathematical Council of the Americas (MCofA). Após sua fundação em 1969, foram criadas outras sociedades matemáticas: a Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC), a Associação Brasileira de Estatística (ABE), a Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), a Sociedade Brasileira de História da Matemática (SBHMat) e a Sociedade Brasileira
de Computação (SBC).

Leia também: Mulheres são minoria entre reitores e bolsas de pesquisa
Brasil sobe da 5ª divisão à elite da pesquisa matemática
Pedido de apoio financeiro para ICM termina em 5 de fevereiro

A missão da SBM inclui contribuir para o desenvolvimento da matemática em todo o país; reunindo matemáticos e professores de matemática; estimulando pesquisas de matemática de alto nível e disseminação de conhecimento matemático na sociedade brasileira; contribuindo para a melhoria da educação matemática; incentivando o intercâmbio internacional entre matemáticos com base no Brasil e no exterior; defendendo a liberdade de ensino e pesquisa, bem como os interesses profissionais dos matemáticos; oferecendo conselhos e colaboração em matemática a todas as instituições.

A SBM tem cerca de dois mil associados e funciona também como uma editora sem fins lucrativos para livros e revistas de matemática. Organiza reuniões científicas e escolas, domésticas e internacionais, e apoia as Olimpíadas Matemáticas.

Desde 2013, a SBM oferece um prêmio bienal de pesquisa. Também executa várias iniciativas de interesse geral, como o PROFMAT, um programa de mestrado nacional para professores de matemática.

Prêmio SBM – Recompensa o melhor trabalho de pesquisa original em matemática publicado nos últimos três anos por jovem matemático trabalhando no Brasil. É outorgado de forma bienal, durante o Colóquio Brasileiro de Matemática, por um comitê internacional de cinco membros cujo julgamento é baseado na originalidade, relevância, profundidade e impacto potencial no campo.

A qualidade do Prêmio SBM reflete-se no fato de todos os vencedores até agora terem sido palestrantes convidados do ICM.

Pedro Salomão e Umberto Hryniewicz, Prêmio SBM 2015 e palestrantes do ICM 2018

Vencedores do prêmio SBM:

2013: concedido ao artigo “On the regularization of conservative maps”, da autoria de Artur Avila (IMPA), publicado em Acta Mathematica 205 (2010).
2015: concedido ao artigo “A Poincaré-Birkhoff theorem for tight Reeb flows on S3”, da autoria de Umberto Hryniewicz (UFRJ) e Pedro Salomão (USP), juntamente com Al Momin, publicado em Inventiones Mathematicae 199 (2015).
2017: concedido ao artigo ‘‘Independent sets in Hypergraphs”, da autoria de Robert Morris, publicado no Journal of the American Mathematical Society volume 28 (2015).

Série de livros SBM: A Sociedade Brasileira de Matemática é uma editora sem fins lucrativos de livros de matemática em português.

Coleções de livros SBM

Fronteiras da Matemática (2014): textos avançados em todas as áreas de matemática abordando tópicos importantes para estudantes de pós-graduação e pesquisadores e atingindo as fronteiras do conhecimento atual.

Textos Universitários (2004): textos matemáticos nos níveis de graduação e pós-graduação, com foco especial nos primeiros anos de educação universitária, incluindo cálculos, geometria analítica e álgebra linear.

Professor de Matemática (1985): série extensa de livros que cobrem o material ditado no ensino médio. Além dos conteúdos, a principal preocupação é discutir a prática de sala de aula, de modo a fornecer ao professor instrumentos
para realçar as conexões entre diferentes tópicos.

PROFMAT (2012): livros de texto para o treinamento elementar de professores do ensino médio em todos os aspectos da matemática, sua prática de ensino, sua história e suas aplicações. Inclui as referências bibliográficas para o programa de mestrado profissional.

Matemática Aplicada (2000): visa disseminar e estimular o uso da matemática nas ciências aplicadas, bem como incentivar o interesse pela matemática entre estudantes em áreas relacionadas. Em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC).

Iniciação Científica (1985): série de livros em matemática e campos relacionados voltados para estudantes e oferecendo conteúdo – do clássico ao moderno, e do teórico ao aplicado – além dos currículos atuais.

Olimpíadas de Matemática (2003): coleção de textos e problemas voltados para a preparação de concursos matemáticos, direcionados a estudantes e professores.

Matemática para o Ensino (2015): série que oferece ao professor uma abordagem cuidadosa, ampla e profunda da matemática escolar, destacando as conexões entre a matemática como ciência e sua prática na sala de aula.

História da Matemática (2016): textos que oferecem uma perspectiva dinâmica do desenvolvimento da matemática ao longo dos tempos, com foco na gênese e consolidação de seus conceitos.

A Sociedade Brasileira de Matemática também distribui três coleções de livros publicadas pelo IMPA:

Coleções de livros IMPA

Projeto Euclides (1976): livros de texto sobre tópicos de pós-graduação, principalmente decorrentes das atuais áreas de pesquisa realizadas no país.

Matemática Universitária (1991): oferece aos professores universitários e estudantes a possibilidade de usar livros em português totalmente adaptados à estrutura curricular brasileira.

Matemática e Aplicações (2005): livros empregados em cursos de graduação e pós-graduação, lidando principalmente com técnicas de outros ramos da ciência associados a modelos matemáticos. 

Welington de Melo, palestrante no ICM 1998 e orientador de doutorado de Artur Avila

Trabalhos selecionados de matemáticos brasileiros: o IMPA e a SBM assinaram um acordo com a Springer-Verlag para a publicação dos trabalhos de pesquisa selecionados de matemáticos brasileiros de renome. Os seguintes trabalhos de pesquisa selecionados já foram publicados: Manfredo do Carmo (2012), Djairo de Figueiredo (2013), Jacob Palis (2014), Ricardo Mañé (2017). Mais alguns estão em preparação.

‘The Selected Works/Papers” de Jacob Palis, Manfredo do Carmo e Djairo de Figueiredo

Revistas SBM: a Sociedade Brasileira de Matemática publica uma ampla gama de jornais acadêmicos, voltados para diferentes públicos: pesquisadores, professores universitários e estudantes, e professores de escola.

Bulletin of the Brazilian Mathematical Society (1970): o jornal de pesquisa brasileiro mais proeminente em matemática. Indexado pelo ISI e distribuído pela Springer Verlag. São publicados quatro números por ano com cerca de 180 páginas por número.

Matemática Contemporânea (1991): um local de escolha para os procedimentos dos encontros de matemática. Cada volume tem um editor associado e normalmente inclui artigos de pesquisa.

Ensaios Matemáticos (1989): concebido como um veículo para revisões autorizadas e artigos e pesquisas mais recentes de áreas de matemática em expressivo desenvolvimento.

Matemática Universitária (1985): publica artigos voltados para professores e estudantes universitários, seja com conteúdo científico ou com vários temas relacionados à vida universitária no Brasil.

Eureka! (1998): dirigido pelo Comitê da Olímpíada Brasileira de Matemática, esta série publica artigos relacionados a competições de matemática, incluindo problemas e soluções engenhosas.

Revista do Professor de Matemática (1982): uma revista quadrimestral voltada para professores de escolas, contendo artigos de interesse geral sobre o currículo escolar em matemática e além.

Professor de Matemática on-line (2013): veículo eletrônico para a publicação de artigos acadêmicos sobre treinamento de professores, em todos os aspectos da matemática, incluindo educação, história e aplicações.

Reuniões: A SBM organiza reuniões periódicas, para ajudar à promoção da matemática em todos os níveis e em todas as partes do país:

Bienal da Matemática (2002): visa estimular o interesse dos estudantes em pesquisa e ensino de matemática. Tem um público-alvo muito amplo, incluindo estudantes em todos os níveis e professores e pesquisadores de matemática.

Colóquios de Matemática das Regiões (2011): este ciclo de encontros, realizado bienalmente em cada uma das cinco principais regiões geográficas do Brasil, amplia o âmbito da Bienal a todo o território nacional.

Simpósios da Formação do Professor de Matemática (2013): dedicados ao treinamento de professores, também são realizados em um ciclo bienal: um encontro nacional menor em cada uma das cinco regiões do Brasil. Em parceria com a Associação Nacional dos Professores de Matemática na Educação Básica (ANPMAT).

Joint Meetings: além das relações com os países vizinhos, estabeleceram-se fortes laços com alguns dos países do Hemisfério Norte. SBM, SBMAC e IMPA realizam um ciclo de joint meetings com seus homólogos em conjunto com estes parceiros:

Joint meetings internacionais

1st AMS – SBM Joint Meeting, junho de 2008
http://www.sbm.org.br/amssbm

1st Brazil – India Joint Meeting in Mathematics,
julho de 2008
https: //impa.br/sobr e/memoria/reunioesc
i e n t i f i c a s / 2 0 0 8 -2 / f i r s t- i n d o – b r a z i l i a n –
symposium-in-mathematics/

2nd Brazil – India Joint Meeting in Mathematics,
dezembro de 2009
http://math.tifrbng.res.in/~indobrazil/12.html

3rd Brazil – India Joint Meeting in Mathematics,
agosto de 2012
https: //impa.br/sobr e/memoria/reunioescientificas/3rd-indo-brazilian-symposium-inmathematics/

1st Brazil – Spain Joint Meeting in Mathematics,
dezembro de 2015.
http://www.sbm.org.br/jointmeeting-spain

1st Brazil – Italy Joint Meeting in Mathematics,
setembro de 2016.
http://www.sbm.org.br/jointmeeting-italy

2nd Brazil – Spain Joint Meeting in Mathematics,
dezembro de 2018
http://www.rsme.es/content/view/2207/91/8

1st Brazil – France Joint Meeting in Mathematics,
agosto de 2019.
http://www.sbm.org.br/jointmeeting-france

Tendo em mente que o ano de 2022 marcará o 200° aniversário da independência do Brasil em relação a Portugal, a Sociedade Brasileira de Matemática iniciou uma discussão com a Sociedade Portuguesa de Matemática sobre
a possibilidade de um evento celebrado conjuntamente.

 

Carlos Gustavo: ouro na IMO 1990, palestrante no ICM 2014 e plenário no ICM 2018

Acordos: A SBM tem acordos de reciprocidade com: American Mathematical Society (Estados Unidos), Canadian Mathematical Society (Canadá), Société Mathématique de France (França), Real Sociedad Matemática Española (Espanha), Unione Matematica Italiana (Itália), Sociedad Matemática Peruana (Peru), Sociedade Portuguesa de Matemática (Portugal), e todas as sociedades brasileiras nas ciências matemáticas: Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC), Associação Brasileira de Estatística (ABE), Sociedade Brasileira de Educação Matemática (SBEM), Sociedade Brasileira de História da Matemática (SBHMat) e Sociedade Brasileira de Computação (SBC).

Leia também: Tom Jobim compôs, há 60 anos, “Aula de Matemática”
Matrículas para alunos do PROFMAT terminam na sexta
Inscrições abertas para novos polos olímpicos de treinamento