Navegar

6 de janeiro de 2020, 17:07h

Programa de Verão promove mergulho na matemática

Os termômetros não devem passar de 30º graus esta semana, no Rio de Janeiro. A trégua do calor, atípica nesta época do ano, é indiferente para os apaixonados por matemática que se inscreveram no Programa de Verão do IMPA, iniciado nesta segunda-feira (6). Para esta turma, aos 20º ou 40º graus, a programação seria a mesma: mergulhar na matemática.

De diferentes nacionalidades e regiões do Brasil, os participantes não hesitam em fazer das férias um período de estudo intensivo e encarar o desafio de se aprofundar em temas complexos da área. É o que diz Miguel Carneiro, estudante de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). “Nas férias, sobra muito tempo. Então é bom aproveitar o máximo para aprender ainda mais.”

Leia também: Matemáticas estão entre homenageadas em calendário
Retrospectiva 2019: relembre fatos marcantes na matemática
‘É uma disputa de você contra o sorteio’, diz Imbuzeiro à Folha

Miguel Carneiro e estudantes

Para otimizar seu tempo, anda com duas listas das aulas a que pretende assistir no bolso da bermuda. As aulas de Análise na reta, Introdução à Álgebra de Lie, Álgebra de Vórtex e Singularidades fazem parte de sua seleção. “Não sei nada sobre vários destes temas, mas tenho interesse em conhecer”, diz o jovem de 19 anos, que participa do curso na companhia de sua irmã e de um amigo. 

“Quando você vê coisas novas, pode ter um conhecimento maior sobre o mundo. Muitos dos conceitos que vemos aqui não são trabalhados na universidade. As disciplinas dão um aprofundamento maior em alguns temas que são tratados como óbvios”, conta Miguel, que participa pela segunda vez do Programa de Verão do IMPA. 

Richard Gomes e Valeria Cantero

Os paraguaios Valeria Cantero e Richard Gomes aproveitaram a viagem ao Brasil para testemunhar com os próprios olhos a célebre queima de fogos do Réveillon da praia de Copacabana (RJ). “Decidimos vir um pouco antes do início do curso para achar um apartamento e nos organizar para o começo das aulas. Acabamos tendo a oportunidade de de assistir o espetáculo de Copacabana e gostamos muito.”

Estudante do último ano da graduação em matemática, Valeria conheceu o programa através de um professor que fez o doutorado no instituto. “Como estou na reta final para me formar, ele recomendou que eu conhecesse o máximo de temas possíveis para descobrir o que mais me interessa.”

De olho na programação do IMPA, a jovem de 23 anos viu nas férias a chance de participar do programa. “Como é um curso extracurricular, não podia ser dispensada na faculdade. Agora que finalmente consegui vir, estou muito animada para investigar ainda mais os temas pelos quais me interesso.”

Estudantes da Universidade de Buenos Aires

Lucia Solin, 22 anos, e seus amigos da faculdade de matemática da Universidade de Buenos Aires também estão no Brasil pela primeira vez para o Curso de Verão. O grupo aderiu à propaganda boca a boca dos colegas da universidade, que não poupam elogios ao programa. 

Combinatória e Teoria de Números são as aulas nas quais a jovem de 23 anos se inscreveu. “Estou buscando um tema para o meu trabalho de conclusão de curso, por isso me inscrevi nos que me interessam mais”, conta a portenha, que está hospedada com os colegas no Jardim Botânico. Quando perguntados sobre as atividades que planejam fazer no Rio de Janeiro além de estudar, o grupo responde em uníssono: “praia!”

Cynthia Bortolotto, aluna de mestrado do IMPA

Aluna de mestrado do IMPA, Cynthia Bortolotto, de 23 anos, participa pela 5ª vez do programa. “Comecei no meu primeiro ano de graduação, por recomendação de um professor. Vim e nunca mais fui embora”, brinca.

A gaúcha, que faz mestrado em análise, está na dúvida entre os cursos de combinatória e equações diferenciais. “Estou só esperando meu orientador aprovar. Mas as duas áreas estão dentro dos temas que planejo pesquisar no meu doutorado”, conta Cynthia, que deve terminar o mestrado em março. 

As inscrições para o curso de verão do IMPA ainda estão abertas. Os corredores e salas do instituto seguem recebendo os amantes da matemática até 28 de fevereiro.

Leia também: Medalhista do Acre é primeira da família a entrar na universidade
Calendário de 2020 do IMPA tem fotografias de funcionários