Navegar

Diversidade marca perfil de voluntários



Quarenta anos separam Evandro Camelo e Ana Carolina Leite, candidatos a voluntários do Festival da Matemática. Mas a experiência dos dois será somada na hora de fazer acontecer o evento que se propõe a encantar pessoas com demonstrações lúdicas e divertidas da aplicação da Matemática na construção da sociedade.

Movidos ao voluntariado por razões distintas, os dois observam com atenção as instruções dadas pelos organizadores do Festival da Matemática, no IMPA.

Engenheiro Mecânico de formação e professor há mais de quarenta anos, com passagens por empresas e faculdades renomadas, Evandro arquitetou como projeto pós-aposentadoria se graduar em Matemática. Por razões profissionais, ainda não conseguiu, mas isso não significa que tenha desistido de seus planos.

Evandro é experiente em ações voluntárias, como o Projeto Rondon, do Governo Federal. O engenheiro acha que o ensino da Matemática ainda é muito frágil no país e acredita que o Festival da Matemática pode ajudar a mudar esse quadro. “Queremos ajudar os jovens a entender melhor essa matéria. Muita gente entra na universidade sem saber conceitos básicos.”

O que o Evandro tem de sobra, Ana Carolina Leite quer desenvolver. Ela busca experiência durante o trabalho voluntariado no Festival da Matemática. Ana Carolina tem 20 anos, é graduanda em Matemática pela UERJ e docente voluntária em cursinhos de pré-vestibular. “Estou no terceiro período. Para quem está na licenciatura, ajudar em projetos como esse é muito importante”.