Navegar

17 de outubro de 2017, 14:18h

Jacob Palis recebe Prêmio FCW de Ciência 2016

O pesquisador emérito DO IMPA Jacob Palis recebeu na noite desta segunda-feira (16), em São Paulo, o Prêmio FCW de Ciência 2016. Em discurso emocionado, ele dedicou a honraria ao IMPA, que dirigiu de 1993 a 2003 e onde orientou mais de 40 doutores, que, por sua vez, formaram outros 250.

“É um pequeno exército a favor do país, da mais alta categoria. A Matemática pode muito”, disse o homenageado, em entrevista após a premiação, sobre a “árvore genealógica” dos profissionais da Matemática que, direta ou indiretamente, receberam sua orientação.

Com mais esta homenagem, Jacob Palis firma-se como o pesquisador do IMPA que mais premiações e láureas recebeu ao longo de sua trajetória acadêmica, científica e profissional. São agora 60 prêmios, outorgados por instituições de todo o mundo. Entre eles, a honraria do governo da França, a de oficial da Ordem Nacional da Legião de Honra.

Mineiro de Uberaba, caçula de oito irmãos, Palis, de 77 anos, disse, no discurso, ter se surpreendido com a escolha da Fundação Conrado Wessel (FCW).

“A emoção foi grande e levou-me a lembrar de minha família, especialmente meus pais já falecidos, oriundos do norte do Líbano, no caso de meu pai, e do norte da Síria, no caso da minha mãe. Também de meus filhos e minha esposa Suely Lima. E ainda de meus colegas e funcionários do Instituto de Matemática Pura e Aplicada, do qual sou membro desde 1968”, falou o homenageado.

 

A FCW destinou R$ 300 mil, um troféu e um diploma ao pesquisador emérito do IMPA. Coube ao ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, fazer a entrega das distinções.

“Jacob Palis é um amigo que ganhei recentemente. Não o conhecia pessoalmente. Passei a conhecê-lo quando assumi o ministério. Em pouco tempo, ele me conquistou, pela seriedade, pelo idealismo, pela persistência, pela luta em acreditar num Brasil melhor. Quero agradecer por tudo o que você tem feito”, afirmou o ministro.

No discurso, o homenageado destacou ainda o “orgulho” que sente por “ter tido a honra de presidir a Academia Brasileira de Ciências durante nove anos” e, “no âmbito mundial” o “privilégio” de ter ocupado a presidência da Academia de Ciências para o Mundo em Desenvolvimento e da União Internacional de Matemática.

Palis finalizou o discurso com um agradecimento à Fundação Conrado Wessel, “particularmente ao presidente Américo Fialdini e seu notável colaborador José Caricatti”.

“A Fundação tem grande importância no incentivo à Ciência, Arte e Cultura, linhas que convergem ao incentivo à Educação no Brasil”, concluiu ele, para quem a premiação “coroa” a carreira.

A Fundação Conrado Wessel, que tem como um de seus objetivos o incentivo às ciências, às artes e à cultura, também concedeu o Prêmio FCW 2016 ao compositor, cantor e instrumentista Edu Lobo (Cultura) e aos fotógrafos Rodrigo Zeferino, Wagner Almeida e Lalo de Almeida (Artes).