Navegar

18 de outubro de 2017, 15:21h

Túnel do tempo: “pequeno teorema de Fermat”

Há exatos 377 anos, Pierre de Fermat anunciou em carta ao colega matemático Bernard Frenicle de Bessey que tinha criado um “pequeno teorema de Fermat”, capaz verificar se um número é ou não primo.

Apesar da grande importância, a primeira demonstração do chamado “pequeno teorema de Fermat” levou quase cem anos para ser divulgada. Foi publicada apenas em 1736, pelo grande Leonhard Euler.

Fermat não era nada vaidoso em relação a suas descobertas, a ponto de nunca tê-las publicado. Apenas fazia referências a elas nas trocas de cartas com amigos. Apesar de ter criado a Geometria Analítica (1629) e dado importantes contribuições à Matemática, tinha a disciplina como um hobby.

Jurista e magistrado por profissão, dedicava-se à Matemática nas horas de lazer. Em razão disso, é considerado o “Príncipe dos Amadores”. Apesar desse amadorismo, era tido por Blaise Pascal o maior matemático de seu tempo.

Seu último teorema foi solucionado 357 anos após sua proposição. Coube ao inglês Andrew Wiles, professor da Universidade de Oxford, resolver uma das charadas mais difíceis da história da álgebra.