Navegar

2 de agosto de 2018, 12:35h

Serfaty apresenta pesquisa sobre supercondutividade

A matemática francesa Sylvia Serfaty falou sobre sua pesquisa a respeito de sistemas de pontos com interações Coulomb, em sessão plenária no segundo dia do Congresso Internacional de Matemáticos (ICM 2018), no Rio de Janeiro.

Sua pesquisa trata de como partículas, como as atômicas, se organizam num plano, por meio das forças de atração e repulsão.

Leia também: Daskalakis explica como computou o Equilíbrio de Nash
‘Poucos tiveram iniciativas de tanto impacto’
Donaldson reporta avanços da geometria diferencial

“Existem partículas que repelem umas as outras; querem estar longe delas, mas ainda assim são forçadas a permanecer juntas”, disse. “Como elas se organizam, que padrões formam para se evitar? Numa superfície de duas dimensões, a melhor maneira é num padrão de treliça em triângulos.”

A partir disso, ela estuda modelos de supercondutividade e superfluidez, além do efeito da temperatura sobre o comportamento microscópico das partículas. Temperaturas mais altas levam uma maior desorganização das partículas, maior entropia.

Serfaty foi apresentada no palco pelo também francês Cedric Villani, que a conhece há duas décadas. Segundo ele, a matemática faz parte de uma das mais promissoras gerações de matemáticas francesas, surgida a partir dos anos 90.