Navegar

4 de agosto de 2018, 14:48h

Peter Scholze: o Paul McCartney da Matemática

Quem não conhece, pode pensar que o jovem de cabelos nos ombros e jeito de pop star faz parte de alguma banda. A avaliação não está de todo errada. Aos 17 anos, ele tocava baixo em um conjunto de rock na Alemanha. Hoje, brilha na Matemática e é um dos mais jovens premiados com a Medalha Fields.

Neste sábado, mais de mil pessoas de diversas nacionalidades e idades aguardavam  numa longa fila para assistir à conferência do matemático alemão Peter Scholze, no Congresso Internacional de Matemáticos (ICM 2018). O tema da palestra, “Mapas de período na geometria p-adic”, foi o que deu a ele o prêmio máximo da Matemática mundial.

Leia também: Young apresenta aplicações dos sistemas dinâmicos
‘Fiquei mais famoso’, brinca Birkar ao receber nova Fields 
Orientador de vencedor da Fields comemora medalha

Nascido há 30 anos em Dresden, aos 24 se tornou  o mais jovem catedrático da Alemanha. Este ano, passou a dirigir o Instituto de Matemática Max Planck. Scholze se especializou em teoria dos números. Seu trabalho em  geometria  algébrica  vem sendo apontado com um dos melhores do mundo.

Os palcos perderam, talvez, uma grande estrela. Sorte da Matemática que ganhou um astro dessa grandeza.