Navegar

6 de agosto de 2018, 12:06h

Pesquisadores apresentam trabalho colaborativo

Os pesquisadores Peter Benedict Kronheimer, de Harvard, e Tomasz Mrowka, chefe do Massachusetts Institute of Technology (MIT), explicaram hoje de manhã o trabalho que desenvolveram em parceria sobre nós, 3-manifolds e instantons em palestra no Congresso Internacional de Matemáticos (ICM 2018).

Nas últimas quatro décadas as contribuições da geometria e da análise têm sido centrais no progresso da topologia de baixa dimensão, ou topologia geométrica. Os trabalhos de Simon Donaldson, que palestrou na semana passada no congresso, foram pioneiros na área na década de 80.

Leia também: Voluntariado dentro e fora do Riocentro
Matemática também é cultura e pode ser divertida
‘Não tenham a mente fechada’, recomenda Coifman a jovens

No entanto, os últimos dez anos mostraram outras aplicações da Teoria de Gauge e  suas interações com novos tópicos, particularmente na teoria dos nós e estrutura de três dimensões. Além dos clássicos nós, os pesquisadores também se debruçaram sobre os gráficos espaciais, campo no qual muitas técnicas matemática têm aplicação. Na palestra, o foco dos cientistas ficou restrito às questões e resultados onde a Teoria de Gauge tem papel relevante.

Kronheimer é um matemático britânico conhecido por seu trabalho sobre a Teoria de Gauge e suas aplicações às topologias de terceira e quarta dimensões. Foi orientado em seu doutorado pelo renomado medalhista Fields e vencedor do prêmio Abel Sir Michael Atiyah.

O americano Mrowka se especializou em geometria diferencial e Teoria de Gauge. Recebeu com Kronheiemer, em 2007, o Prêmio Oswald Veblen em Geometria, da Sociedade Americana de Matemática (AMS). Eles trabalham frequentemente juntos.