Navegar

21 de agosto de 2017, 13:04h

Ouro perfeito coroa participação do Brasil na Olimpíada Cone Sul

O Brasil se consagrou vice-campeão na 28ª Olimpíada Matemática de Países do Cone Sul, realizada em Guaiaquil (Equador), de 15 a 21 de agosto, após conquistar dois ouros, uma prata e um bronze.

Bernardo Peruzzo Trevizan gabaritou a prova e conquistou o chamado “ouro perfeito” – quando o competidor atinge a nota máxima. Bruno Barros de Sousa também ficou com o ouro, enquanto Marcelo Hippolyto Peixoto voltou para casa com a prata e Mariana Bigolin Groff, com o bronze.

A equipe brasileira somou 215 pontos, apenas nove atrás do Peru, primeiro lugar na competição. O resultado do time verde-amarelo é superior ao do ano passado, quando somou 154 pontos e levou três medalhas de prata e uma de bronze, ocupando também o segundo lugar no ranking.

Destinada a estudantes secundários, a Cone Sul TEM como objetivo promover o intercâmbio social, cultural e interdisciplinar entre jovens dos países sul-americanos. O Brasil participa desta olimpíada desde a primeira edição (1989) e acumula medalhas e bom desempenho.