Navegar

18 de junho de 2018, 19:51h

Olimpíada de Matemática de Nova Iguaçu será em agosto

Miguel Ribeiro, Virginia Rocha, Marcelo Viana e Rogério Lisboa: matemática em parceria

Destinada a alunos do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental, a Olimpíada Municipal de Nova Iguaçu (OMANI) já tem data marcada: 30 de agosto próximo. A boa nova foi dada nesta terça-feira (18) pelo prefeito da cidade, Rogério Lisboa, durante visita ao IMPA.

Leia também: Obstáculos pouco visíveis para mulheres nas Ciências Exatas
Ciclo IMPA-Serrapilheira mostra que a Matemática pode ser pop
As pesquisas de intenção de voto: matemática e realidade

Fruto de um termo de cooperação técnica firmado entre a Prefeitura de Nova Iguaçu e o IMPA, a OMANI é um projeto piloto que o diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, sonha um dia ver espalhado pelo Brasil. Desde 2005, o IMPA realiza a OBMEP para estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

Segundo Viana, incluir os alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental é uma iniciativa relevante para manter a atenção dos estudantes pela Matemática, mesmo quando o conteúdo se torna mais complexo.

“A criança, de modo geral, gosta de Matemática. Mas quando cresce, e o conteúdo se torna mais abstrato, por vezes o desinteresse começa. No sexto ano, quando a OBMEP inicia, já pode ser tarde demais para evitar isso”, destacou Viana durante a visita, que contou com uma comitiva formada pela secretária municipal de Educação de Nova Iguaçu, professora Virginia Rocha, e pelo presidente da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (Fenig), Miguel Ribeiro, entre outros integrantes.

Pela parceria firmada, o IMPA fica responsável pela parte acadêmica da OMANI, enquanto as questões operacionais são de responsabilidade do município. É um modelo promissor, segundo Viana, que destacou as dificuldades de o IMPA ampliar a OBMEP nos moldes atuais.

“São cerca de 18 milhões de alunos de 54 mil escolas que realizam atualmente a olimpíada em quase todos os municípios do Brasil. Com a inclusão das séries do 1º Ciclo, o número saltaria para cerca de 60 milhões de estudantes e 250 mil escolas”, observou Viana, sobre a OBMEP.

Apesar dos problemas orçamentários inerentes a grande parte dos municípios do país, Lisboa ressaltou a importância de ações na área de Educação, que trazem benefícios a curto, médio e longo prazo.

“É um investimento relativamente pequeno. Com ele, podemos atingir um objetivo macro”, disse o prefeito sobre os ganhos que a olimpíada poderá trazer para a vida de milhares de estudantes. Viana afirmou que, para realizar a OBMEP, são gastos, atualmente, R$ 1,08 por aluno.

Nova Iguaçu está promovendo o Ano Municipal da Matemática, uma série de iniciativas para estimular a popularização da disciplina, com o apoio do IMPA. Além da OMANI, Lisboa informou que até a aplicação da prova, no fim de agosto, serão realizadas atividades de divulgação da Matemática em espaços públicos da cidade.

Leia também: ICM 2018 abre inscrições para visitas de escolas
Todo ser humano nasce apto para a matemática
Blog Ciência & Matemática: Qual é o propósito da Ciência?