Navegar

31 de julho de 2018, 13:10h

Minuto de silêncio homenageia Maryam Mirzakhani

Única mulher a receber a Medalha Fields desde sua criação, em 1936, a iraniana Maryam Mirzakhani foi homenageada na abertura do o Encontro Mundial de Mulheres em Matemática (WM)² com um minuto de silêncio. A pesquisadora morreu aos 40 anos, em julho de 2017, nos Estados Unidos, onde trabalhava na Universidade Stanford.

Pela atuação destacada na Matemática, Mirzakhani tornou-se uma referência para muitas mulheres, não só no Irã, mas em todo o mundo.

Leia também: Messi dá nome a algoritmo para análise de sistemas biológicos
(WM)² exibe documentário inédito sobre matemáticas
‘Diversidade é respeitar os diferentes olhares matemáticos’

A Matemática sempre esteve presente na vida da iraniana. Aos 17 anos, ela recebeu, em Hong Kong, a medalha de ouro na Olimpíada Internacional de Matemática. Foi a primeira mulher em seu país a ser agraciada com o prêmio. Em 1999, graduou-se em Teerã e seguiu para os EUA, onde acabou por se doutorar, em Harvard.

Como destacou a coordenadora do evento, a matemática do IMPA Carolina Araujo, impressiona a dedicação de Mirzakhani a tantas áreas de pesquisa. O resultado deste trabalho multifacetado veio em 2014, com o recebimento da Medalha Fields por ter encontrado formas de calcular as superfícies de objetos curvos.

Durante a homenagem, a representante do Comitê de Mulheres da Sociedade Iraniana de Matemática, Ashraf Daneshkhah, falou da importância da pesquisadora e o quanto ela motivou outras mulheres. Ela sugeriu que o dia 3 de maio – data de nascimento de Maryam Mirzakhani – seja considerado o Dia da Mulher Matemática.