Navegar

16 de outubro de 2017, 18:42h

Marcelo Viana abre a Semana de Ciência e Tecnologia no IME

“Se a Matemática fosse aplicada no Brasil como é no Reino Unido, ela produziria cerca de R$ 3 trilhões. Num país em crise, isso seria bem-vindo, não é mesmo?”, afirmou o diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, na tarde desta segunda-feira (16), no Instituto Militar de Engenharia, na Urca (zona sul do Rio). A palestra de Marcelo Viana abriu a Semana de Ciência e Tecnologia do IME, que acontecerá de 16 a 19 de outubro.

Viana mostrou a importância da Matemática para um país, citando os resultados de uma pesquisa de 2010 da Deloitte no Reino Unido. De acordo com o estudo, 16% da riqueza dos britânicos vem da Matemática, o que representa 2,8 milhões de empregos.

Recebido pelo comandante da instituição, o General-de-Divisão Engenheiro Militar Hildo Vieira Prado Filho, Viana falou para uma plateia de alunos e professores do IME.

A palestra, com o tema “O que faz um matemático?”, mostrou aos futuros engenheiros a importância da disciplina para a sociedade, desde o dia a dia de uma simples vendedora de farinha, passando por profissionais ligados às intrincadas redes de telecomunicações, sempre usando exemplos práticos.

O diretor do IMPA também lembrou que, anualmente, um ranking da revista Forbes elenca a matemática e outras profissões ligadas a ela sempre no topo do ranking das melhores carreiras. Para ele, a grande dificuldade das pessoas está em não enxergar o papel da disciplina em coisas simples do cotidiano.

Segundo Paul Lockhart,fazer matemática sempre deve significar encontrar padrões e elaborar explicações lindas e significativas”. Viana brincou que Lockart explica exatamente o que um matemático faz, mas não mostra como isso é feito.Usando conjuntos de dominós, propôs à plateia um jogo. Um grupo teria de fechar o jogo sem as peças com número 6; outro sem as peças 5, e um terceiro sem as de número 4. Os grupos se debruçaram sobre os quebra-cabeças, e duas jovens logo resolveram a questão. Viana contou uma breve história sobre o surgimento da teoria dos grafos de Euler, que também explica a resolução do jogo proposto.

No século 18, a cidade de Königsberg (reino da Prússia), atualmente denominada Kaliningrad (Rússia) tinha sete pontes. Certo dia, alguns moradores se perguntaram se poderia fazer um tour pela cidade passando uma única vez por cada uma das pontes. Tentaram diversos caminhos mas não conseguiram. Decidiram ir atrás do matemático Leonard Euler para resolver a questão.

Euler se debruçou sobre o problema, aparentemente simples, e acabou criando a teoria dos grafos, que hoje movimenta uma indústria bilionária, tendo sob suas asas sistemas inteligentes de transporte aéreo, planejamento de tráfego etc. É mais uma demonstração de que a matemática é importante para o desenvolvimento de um país e, não à toa, é o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Biênio da Matemática.O diretor-geral do IMPA ainda falou sobre os desafios de criar eventos de Matemática por dois anos, entre os quais a Olimpíada Internacional de Matemática 2017 e o Congresso Internacional de Matemáticos 2018. E convidou os alunos do IME para serem voluntários no Congresso do ano que vem.Viana ainda respondeu perguntas dos alunos sobre ensino básico, atividades pós-Biênio, olimpíadas de matemática e treinamento olímpico.

 

SNTC no IMPA

A 14ª edição da Semana Nacional da Ciência e Tecnologia acontecerá de 23 a 29 de outubro em todo o Brasil e terá como tema “A Matemática está em tudo”. A sede do IMPA também contará com uma programação.

De 25 a 27 de outubro, das 9h às 12h, o IMPA promoverá palestras com professores, oficinas variadas, além de exposição de objetos 3D e Cineclube. O público-alvo são crianças a partir de 12 anos.

Além das atividades em sua sede, o IMPA ainda terá estandes com atividades em Brasília (DF) e no Observatório Nacional, no Rio de Janeiro (RJ).