Navegar

10 de agosto de 2017, 17:08h

Lucas Braune apresenta tese sobre interseções completas

Desde a última sexta-feira (4) o IMPA tem mais um doutor. Lucas Braune, orientando do pesquisador do IMPA Eduardo Esteves, da área de Geometria Algébrica, e coorientado por Sándor Kovács, da Universidade de Washington (EUA), defendeu a tese “Interseções completas irracionais”.

Além do orientador e coorientador, participaram da banca Oliver Lorscheid e Carolina Araujo, ambos do IMPA; Israel Vainsencher, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); e Ethan Cotterill, da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Lucas Braune estudou a existência de parametrizações racionais de uma questão em geometria algébrica clássica, considerada desde o século XIX. Ele relata que por se tratar de uma questão clássica, o enunciado do teorema principal da tese pode ser entendido por um bom aluno de olimpíadas de Ensino Médio.

Embora centenário, o problema tem hoje uma nova perspectiva devido ao avanço da Matemática. Braune destaca a importância da perspectiva do IMPA para o desenvolvimento da Matemática como ciência.

“Quando cheguei para fazer mestrado em Cambridge (Inglaterra), percebi que sabia um pouco mais de Análise que meus pares. Em contrapartida, sabia um pouco menos de Álgebra do que eles. Estar no IMPA me expôs ao tipo de matemática certa para provar o teorema principal da minha tese”, afirmou.