Navegar

30 de janeiro de 2019, 14:58h

Jacob Palis conquista o Spirit of Abdus Salam Award 2019

Jacob Palis, pesquisador emérito do IMPA

O matemático brasileiro Jacob Palis, pesquisador emérito do IMPA, é um dos vencedores do Abdus Salam Award 2019. Ele dividirá o prêmio com o físico Sandro Radicella e com a Biblioteca Marie Curie. O anúncio foi feito nesta terça-feira (30).
Palis foi reconhecido pelas importantes contribuições ao desenvolvimento da ciência, especialmente a Matemática. Além do certificado, receberá € 1 mil.
O Abdus Salam Award foi criado em 2014 pela família do físico paquistanês Abdus Salam, vencedor do Nobel de Física de 1979, como uma forma de manter vivos sua memória e seu espírito científico.

Leia também: Lewis Carroll e a matemática do País das Maravilhas
A herança matemática da Universidade de Göttingen
Equipe feminina escalada para a disputa de olimpíada na Ucrânia

Realizada pelo Centro Internacional Abdus Salam de Física Teórica (ICTP, na sigla em inglês), a premiação reconhece aqueles que, como Salam, trabalharam para promover o desenvolvimento da ciência e da tecnologia em países em desenvolvimento. É entregue anualmente sempre na última semana de janeiro, para coincidir com o aniversário de Salam (29 de janeiro).
Para Jacob Palis, receber o prêmio é uma honra. “Esse reconhecimento me toca. Especialmente porque participei e até contribuí com a estrutura da organização dessa reunião anual para incentivar a pesquisa de boa qualidade nos países em desenvolvimento, sob a liderança global de Abdus Salam, que tinha esse grande objetivo.”
Marcelo Viana, diretor-geral do IMPA, comentou a nova conquista do pesquisador emérito.
“Jacob me apresentou a Abdus Salam durante um dos encontros de sistemas dinâmicos que ele organizava no ICTP. Pude perceber, na conversa, até que ponto os dois partilhavam o sonho maior de disseminar a ciência de alto nível no mundo em desenvolvimento. Este prêmio não poderia ter ganhador mais identificado com o ‘espírito de Salam’.”
No anúncio, Ahmad Salam — coordenador do prêmio em nome da família — afirmou que Jacob Palis foi escolhido pela extraordinária contribuição à causa da ciência em todo o mundo, como renomado matemático, mentor de jovens pesquisadores, líder em organizações internacionais importantes e incansável promotor do avanço científico, especialmente no mundo em desenvolvimento.
“Jacob continuou a trabalhar incansavelmente para promover os objetivos e ideais que Abdus Salam estabeleceu”, disse Salam.
Sandro Radicella é chefe do Laboratório de Telecomunicações do ICTP. A Biblioteca Marie Curie fica em Trieste (Itália), sede do ICTP.

Biografia
Mineiro de Uberaba, caçula de oito irmãos, Jacob Palis, 78 anos, é engenheiro formado pela antiga Universidade do Brasil (atual Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ), com mestrado e doutorado concluídos na Universidade da Califórnia (EUA) nos anos 1960.
No início dos anos 1990, ele foi membro do Conselho Científico do ICTP e seu presidente de 2003 a 2005. Palis também foi secretário-geral da Academia Mundial de Ciências (TWAS) de 2001 a 2006 e eleito presidente da entidade de 2007 a 2012.
O pesquisador emérito presidiu a Academia Brasileira de Ciências (ABC) no período 2007-2016 e a União Internacional de Matemática (IMU) de 1999 a 2002. Foi, ainda, diretor-geral do IMPA de 1993 a 2003. Em 2005, o matemático brasileiro foi condecorado Cavaleiro da Ordem pela Legião de Honra da França. Em 2018 recebeu nova condecoração: a Medalha de Oficial da Legião de Honra da França, pelo trabalho de excelência realizado em prol da ciência mundial e das relações científicas entre a França e o Brasil.
Em toda a carreira, Palis orientou 41 alunos de doutorado, entre eles os renomados Welington de Melo, Ricardo Mañé, Carlos Gustavo Moreira de Araújo e o atual diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana. Tem 267 descendentes científicos.

Leia também: Rádio MEC faz reportagem sobre Live Coding no IMPA
Pesquisadora do IMPA é destaque na Quanta Magazine
IMPA abre vaga em Matemática Aplicada