Navegar

11 de Maio de 2018, 15:06h

IMPA e Nova Iguaçu farão olimpíada-piloto de 4º e 5º anos

O IMPA firmou um termo de cooperação técnica com a Prefeitura de Nova Iguaçu para lançar, em projeto piloto, uma olimpíada de Matemática para alunos do 4º e 5º anos no município. Atualmente, a OBMEP (Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas) começa a partir do 6º ano nas escolas do país. O documento foi assinado no Cefet de Nova Iguaçu por Marcelo Viana, diretor-geral do IMPA, o secretário de Educação da cidade, Alex Castelar, e o presidente da Fenig (Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu), Miguel Ribeiro.

Nova Iguaçu está promovendo o Ano Municipal da Matemática, uma série de iniciativas para estimular a popularização da disciplina, com o apoio do IMPA. “Tomamos a decisão estratégica de colocar Matemática e Português com papel de destaque na formação, para tirar o Brasil de um grande gargalo. A matemática está por trás de tudo”, disse Castelar. “Minha vinda é mero corolário deste teoremão que Nova Iguaçu está realizando”, afirmou Viana.

Leia também: Academia Brasileira de Ciências premia Jacob Palis
Ailton Nascimento e os segredos em duas dimensões
Manfredo do Carmo foi o professor de todos os geômetras

O diretor do IMPA apresentou a palestra “Matemática: Cidadania e Desenvolvimento”, para cerca de 130 pessoas, a maioria alunos de graduação dos cursos de Engenharia do Cefet.  Ele exibiu um gráfico do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, da OCDE) que mostra o Brasil entre os piores países do mundo avaliados no que diz respeito à exposição à matemática, segundo os próprios estudantes de 15 anos que fazem o teste. “Infelizmente, nossa cultura não privilegia a matemática, e isso tem consequências importantes em nossa educação. Só 4% dos alunos chegam ao fim do Ensino Médio com o nível de conhecimento necessário para cursar uma carreira de Exatas. Isso exige uma ação de todos nós.”

Ele também falou sobre a OBMEP e seus programas e a importância das premiações. “Matemática é muito barata. Com um pouquinho de esforço, pode mudar completamente a realidade de uma região carente. Vemos o impacto que tem uma premiação: ela diz a meninos e meninas que eles são bons, e eles se convencem disso! Uma medalha ou menção honrosa mudam a autoestima e o desempenho desses jovens”, afirmou Marcelo Viana.

A Olimpíada Municipal de Matemática em Nova Iguaçu para o 4º e o 5º anos será no segundo semestre de 2018 e tem a colaboração do IMPA em sua confecção.

Leia também: Folha: Pesquisador do Impa foi referência na Matemática
Gugu ganha Prêmio Erdös por contribuição à Matemática
Na Paraíba, estudante dribla percalços e conquista três ouros