Navegar

3 de Abril de 2018, 16:00h

Ex-aluno do IMPA cria 'Fantástico Mundo Matemático'

“Olá, cidadãos fantásticos!” É com esta saudação animada que Régis Varão inicia todos os vídeos de seu canal no Youtube. Acompanhado de Joaquim, um especial colega de gravação, o professor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) mostra como é possível expandir a concepção do universo e da vida através da Matemática.

Intitulado “Fantástico Mundo Matemático”, o canal estreou em 14 de março passado, data em que é comemorado anualmente o dia do Pi. A motivação para abraçar o projeto é antiga. Durante anos, Varão nutriu o desejo de realizar um trabalho de divulgação da Matemática. No Youtube, encontrou as condições necessárias para a ideia florescer.

“É uma excelente plataforma para fazer divulgação, é acessível a todos e permite a gravação de vídeos curtos”, justifica o professor.

Leia também: Exposição inaugura Museu de Ciências no Espírito Santo
Euler usou a matemática para resolver problema de religião

O diferencial do canal é a abordagem. Varão defende que a Matemática não se resume a fazer contas, por isso até agora só foram apresentados temas matemáticos importantes que não envolvem cálculos. Com o tempo, o professor espera ter abertura para discutir questões como “para que serve a Matemática?”, “como estudá-la?” e “como é a vida acadêmica?”.

Apesar de pretender abordar temas mais vistos em cursos de mestrado e doutorado, Varão considera que alunos do fim do Ensino Fundamental já podem se divertir com os vídeos. A linguagem das produções é fácil e bem-humorada. Mas, se não entender de primeira, não tem problema.

“É normal não aprender as coisas perfeitamente de uma vez.”, explica Varão. “Nada que eu aprendi na minha vida foi de primeira. Quando a gente sabe alguma coisa, as pessoas podem achar que a gente aprendeu rápido, mas a vida não é assim.”, acrescenta.

Com mestrado e doutorado pelo IMPA, o matemático garante que, ao dizer que nunca aprende algo de primeira, ensina mais do que o próprio vídeo é capaz de passar. “Eu estou mostrando que aprender é um processo que envolve esforço”, afirma Varão.

Leia também: Estudo defende investimento em presídios e na educação
Jacob Palis é Oficial da Legião da Honra da França
OBMEP ajuda a mudar a vida de jovens estudantes