Navegar

15 de fevereiro de 2019, 14:32h

Brasil ganha sete medalhas em olimpíada universitária


A equipe brasileira obteve sete medalhas em sua participação na 21ª Olimpíada Ibero-americana de Matemática Universitária (OIMU), realizada em novembro do ano passado. O resultado foi anunciado somente nesta sexta-feira (15).
A competição contou com a participação de equipes de dez países. Os estudantes do Brasil ganharam um ouro, duas pratas e quatro bronzes, além de três menções honrosas. 

Leia também: Programa de Verão é tema de reportagem na TV Escola

Para Mulheres na Ciência anuncia as vencedoras de 2019

IMPA renova convênio com Prefeitura de São João da Barra

Realizada desde 1998, a OIMU é disputada por países de América Latina, Espanha e Portugal. Tem como objetivos identificar estudantes com interesse e habilidade matemática, fomentar relações de amizade e cooperação internacional, criar oportunidades de intercâmbio de informação sobre programas de estudo e ensino da Matemática universitária, além de estimular o pensamento criativo entre os estudantes de países ibero-americanos.
Participam apenas jovens que não tenham título universitário ou equivalente e que estejam matriculados em cursos de graduação. No Brasil, é recomendado que os alunos tenham participado previamente da OBM no nível universitário.
O destaque foi George Lucas Diniz Alencar, de Fortaleza (CE), vencedor da medalha de ouro. Veterano em competições internacionais, acumula dois bronzes na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO) em 2016 e 2017.
Rafael Filipe dos Santos, do Rio de Janeiro (RJ), e Matheus Siqueira Thimóteo, de Mogi das Cruzes (SP), conquistaram medalhas de prata. Os quatro bronzes são de Gabriel Fazoli Domingos, de Urupês (SP); Thiago Landim de Souza Leão, de Recife (PE); Thiago Ribeiro Tergolino e Matheus de Miranda, ambos do Rio de Janeiro. 
As menções honrosas ficaram por conta de André Yuji Hisatsuga, de São Paulo; Mateus Caracciolo Marques, de Recife; e Mateus Ribeiro de Souza Marra, de Uberlândia (MG).
O Brasil participa da OIMU desde sua primeira edição, em 1998. Soma 20 medalhas de ouro, 39 de prata e 74 de bronze, além de 37 menções honrosas, somando os resultados de 2018.

Leia também: TV Brasil anuncia inscrições para a OBMEP 2019

Rigor de Flexner levou medicina americana ao topo

IMPA abre vaga em Matemática Aplicada