Navegar

28 de setembro de 2018, 15:59h

Brasil ganha nove medalhas em Olimpíada de Geometria

A equipe que representou o Brasil na 5ª Olimpíada Iraniana de Geometria (IGO) conquistou nove medalhas — duas de ouro, quatro de prata e três de bronze. Na edição de 2018, participaram cerca de 5.500 estudantes de 56 países, o que engrandece ainda mais o resultado brasileiro.

Os alunos com o maior destaque no time do Brasil foram Enzo Pontes de Moraes (CE) e Gabriel Ribeiro Paiva (CE), que ficaram com ouro no nível intermediário. No mesmo nível, Pablo Andrade Carvalho Barros (PI) e Eduardo Quirino de Oliveira (DF) garantiram a prata.

Leia também: Alunos descobrem a Matemática na profissão dos pais
Blog Ciência & Matemática: O tal do algoritmo
A crise dos fundamentos da matemática

No nível avançado, Pedro Lucas Lanaro Sponchiado (SP), Samuel Prieto Lima (CE) e Bernardo Peruzzo Trevizan (SP) ganharam medalha de prata, enquanto Pedro Gomes Cabral (PE) e Felipe Chen Wu (RJ) levaram o bronze.

A IGO é dividida em quatro níveis: Elementar, para estudantes do 7º e 8º anos do Ensino Fundamental; Intermediário, para alunos do 9º ano do Fundamental e 1º ano do Ensino Médio; Avançado, para estudantes do 2º e 3º anos do Médio; e Livre, que não estipula limite de idade para os participantes.

A competição foi criada em 2014 com o objetivo de proporcionar a professores de geometria a troca de conhecimentos e experiências para melhorar e enriquecer o Ensino Médio; popularizar o pensamento geométrico entre pessoas diferentes, incluindo estudantes, professores e acadêmicos; e criar oportunidades para que os admiradores da geometria ampliem a comunicação em seus países e em todo o mundo.

O Brasil participa desta olimpíada desde 2016 e acumula 28 medalhas, contabilizando as obtidas agora.

Leia também: Canal do IMPA no YouTube chega a 30 mil inscritos
Programas temáticos podem receber até R$ 200 mil
IMPA abre concurso para contratar pesquisador