Navegar

19 de janeiro de 2018, 12:04h

ABC premia Jacob Palis com a Medalha Henrique Morize

 

O pesquisador emérito do IMPA Jacob Palis será homenageado com mais um prêmio por sua brilhante carreira na Matemática. A diretoria da Academia Brasileira de Ciências (ABC) decidiu, por unanimidade, premiá-lo com a Medalha Henrique Morize.

Criada em 2014, a medalha tem como objetivo homenagear indivíduos ou instituições que tenham realizado contribuições expressivas para a ABC, bem como para o desenvolvimento da ciência brasileira.

Leia também: Questão matemática esperou mais de 300 anos por solução
Conheça os requisitos essenciais para ingressar no IMPA
ICM 2018 lança canal no YouTube com vídeo de boas-vindas

Eleito acadêmico da ABC em 23 de dezembro de 1969, Palis tomou posse em janeiro de 1970, tornando-se um destacado acadêmico. Em 2004, foi eleito vice-presidente da ABC. Três anos depois, elegeu-se presidente da instituição.

Durante o mandato de presidente, extremamente elogiado, Palis deixou como marcas a criação de vice-presidências regionais, com o objetivo de nacionalizar a ABC; da categoria de Membros Afiliados, formada por cientistas com idade igual ou inferior a 40 anos, que integram os quadros da ABC por cinco anos; e do Conselho Fiscal, para tornar as finanças da ABC mais transparentes.

Outro destaque de sua gestão na presidência da ABC foi o grande empenho pessoal para trazer o Fórum Mundial de Ciências (WSF, sigla em inglês) ao Brasil. Pela primeira vez, o evento foi realizado fora de Budapeste, capital da Hungria.

A entrega da Medalha Henrique Morize a Jacob Palis acontecerá durante a Cerimônia de Posse dos Novos Acadêmicos, em 9 de maio, no auditório do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

Origem da Medalha Henrique Morize

 A Academia Brasileira de Ciências foi criada em 3 de maio de 1916 por 43 cientistas atuantes no início do século XX, entre eles o professor Henrique Charles Morize.

Fundador da física experimental brasileira, Morize foi diretor do Observatório Nacional, professor catedrático de física na Escola Politécnica, fundador e presidente de honra da Radio Sociedade do Rio de Janeiro, membro do Clube de Engenharia e de várias outras sociedades brasileiras, francesas, americanas e italianas.

Morize foi o primeiro presidente da ABC. Ficou no cargo por dez anos. Posteriormente, elegeu-se presidente de honra e membro benemérito. Foi responsável por estabelecer a Academia e grande fomentador do periódico da ABC, incentivando os colegas a publicarem na revista os resultados de seus experimentos.

Leia também: Maior número primo do mundo tem 23 milhões de dígitos
PAPMEM, workshop e Programa de Verão movimentam o IMPA
Pedidos de auxílio para ICM 2018 prorrogados até 5 de fevereiro