Navegar

12 de maio de 2017, 14:56h

18 mil páginas de Grothendieck disponíveis na internet

 

Uma notícia chamou a atenção de inúmeros matemáticos na última quarta-feira (10). A Universidade de Montpellier, na França, liberou o acesso a cerca de 18 mil páginas de trabalho do matemático alemão Alexandre Grothendieck, pesquisador da instituição nas décadas de 70 e 80. 

Vencedor da Medalha Fields em 1966, o matemático era conhecido por seu trabalho pioneiro na área de geometria algébrica e também por suas fortes convicções políticas, que o fizeram isolar-se da vida acadêmica e pública a partir de 1991.

De acordo com Jean-Michel Marin, diretor do instituto Grothendieck, os escritos do pesquisador levarão anos para serem analisados por especialistas na área. “Existem poucas centenas de pessoas no mundo que podem entender o conteúdo”, disse em entrevista à Agência France-Presse.

Grothendieck teve uma breve, mas intensa relação com o Brasil. Morou em São Paulo de 1952 a 1954, lecionando na USP em um curso sobre espaços vetoriais topológicos. Ele submeteu quatro artigos que foram publicados nos principais catálogos científicos da época, de acordo com  matemático Alberto de Azevedo. Um perfil de Grothendieck e de sua obra pode ser lido na Revista Piauí 99.