Navegar

8 de March de 2018, 10:32h

Marcelo Viana recebe medalha de Mérito Educativo

O diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana, recebeu na tarde desta quarta-feira (7), no Palácio do Planalto, em Brasília, a medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo. A honraria é concedida a personalidades nacionais e estrangeiras que tenham contribuído de “maneira excepcional” para o desenvolvimento da Educação. A cerimônia teve o comando do presidente da República, Michel Temer, e a participação de ministros, governadores, parlamentares e educadores. 

Após a solenidade, o diretor-geral do IMPA disse estar muito satisfeito por ter sido admitido no grau de Comendador da Ordem Nacional do Mérito Educativo. “É uma honra ser julgado digno de integrar este grupo de pessoas, homens e mulheres, com tantas contribuições no avanço da educação em nosso país”, disse o matemático.

Leia também: Paolo Piccione: Matemática no sangue e na tradição
Marcelo Viana recebe Ordem Nacional do Mérito Educativo
Brasil forma poucos doutores em tecnologias de ponta

Entre os 110 contemplados com a medalha da Ordem Nacional do Mérito Educativo estão os governadores Paulo Hartung (ES), Camilo Santana (CE) e Raimundo Colombo (SC); os ministros José Mendonça Filho (Educação), Hélder Barbalho (Integração Nacional) e Osmar Terra (Desenvolvimento Social e Agrário); o presidente do Tribunal de Contas da União, Raimundo Carreiro; o desenhista e escritor Mauricio de Sousa; e a empresária Viviane Senna, irmão do piloto Ayrton Senna, tricampeão mundial de Fórmula 1.

Também foram agraciados o deputado federal Alex Canziani (PTB-PR), autor do projeto de lei que instituiu o Biênio da Matemática 2017-2018, e a biomédica e professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) Helena Nader, que presidiu a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) até julho de 2017.

Em breve discurso de encerramento, o presidente Michel Temer valorizou a atuação dos professores em todas as regiões brasileiras.

“Trago aqui a minha palavra de reconhecimento a quem se dedica à formação de nossos jovens”, afirmou o presidente, segundo quem os recém-admitidos na Ordem Nacional do Mérito Educativo prestam “serviços excepcionais à educação brasileira”.

A secretária-executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, ao lado de Marcelo Viana

“Investir nos nossos jovens é investir em um futuro com mais dignidade e cidadania”, concluiu Temer, ladeado pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e pelo ministro Eliseu Padilha, da Casa Civil.

Criada em 1955 e modificada em 2003, a Ordem Nacional do Mérito Educativo é proposta pelo ministro da Educação. Fazem parte do processo de escolha o próprio ministro e seu chefe de gabinete, o titular da Secretaria-Executiva e os presidentes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e do Conselho Nacional de Educação (CNE). As medalhas entregues possuem cinco graus: grã-cruz, grande oficial, comendador, oficial e cavaleiro.

A Ordem Nacional do Mérito Educativo é mais um reconhecimento do trabalho desenvolvido pelo diretor geral do IMPA. No passado, ele foi um dos agraciados com o Prêmio Anísio Teixeira de Educação Básica, da Capes, por ter contribuído de modo relevante para o desenvolvimento da pesquisa e formação de recursos humanos no país.

Graduado em Matemática pela Universidade do Porto (1984) e doutorado em Sistemas Dinâmicos pelo IMPA (1990), Viana foi vice-presidente da União Internacional de Matemática, presidente da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e membro do Conselho Deliberativo do CNPq. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e detentor de muitas outras distinções acadêmicas, entre as quais o Prêmio Louis D., do Institut de France, uma das mais importantes comendas científicas do mundo, recebido em 2016.

Na cerimônia no Planalto, o presidente Temer entregou a insígnia da Ordem Nacional do Mérito em memória à professora Heley de Abreu Silva Batista, morta ao salvar crianças em incêndio criminoso na creche Gente Inocente, em Janaúba (MG), no ano passado. O viúvo Luiz Carlos Batista recebeu a condecoração, que homenageia cidadãos que tenham prestado serviços relevantes à nação brasileira.

Ao discursar, o ministro da Educação, Mendonça Filho, enalteceu a atuação dos premiados e definiu o que considera ser os objetivos da educação.

“Educar é abrir oportunidades, abrir horizontes, é fazer com que crianças e jovens tenham de fato assegurado um futuro digno, decente”, discursou ele.

Leia também: Filhos ficam na frente quando os pais conhecem matemática
Abertas as inscrições gratuitas para os cursos do POTI 2018
Quatro cores bastam para colorir qualquer mapa