Navegar

3 de October de 2018, 12:49h

Edital de apoio à pesquisa do Serrapilheira inclui Matemática

 

Karine Rodrigues

A notícia é boa para os matemáticos, mas não só. Nesta quarta-feira (3), o Instituto Serrapilheira lançou a sua 2ª chamada pública de apoio à pesquisa científica. Além dos cientistas da área, o edital é voltado a pesquisadores da Ciência da Computação e das Ciências Naturais (Ciências da Vida, Física, Geociências e Química). Ao longo do primeiro ano de financiamento, serão distribuídos R$ 2,4 milhões aos 24 projetos selecionados – cada um receberá até R$ 100 mil. As chamadas serão repetidas anualmente.

Criada para apoiar financeiramente projetos de excelência de jovens pesquisadores do Brasil, a iniciativa considera as particularidades da produção científica, que pode exigir tempo adicional de elaboração para atingir resultados. Por isso, após o primeiro ano de financiamento, até três dos 24 projetos serão contemplados com recursos que podem chegar a R$ 1 milhão ao longo de três anos. Depois, é possível ainda que o apoio seja renovado, com até R$ 300 mil anuais.

Leia também: A crise dos fundamentos da matemática
Clarice Lispector e Leopoldo Nachbin, “os impossíveis”
IMPA abre concurso para contratar pesquisador

“Desenvolver ciência competitiva é um processo demorado, então permitimos a renovação do grant para que o tempo da pesquisa seja respeitado. Nosso princípio é concentrar os recursos em bons projetos em vez de pulverizá-los. Por isso, esperamos que os pesquisadores façam perguntas ousadas, capazes de criar uma ciência nova no Brasil”, afirmou o diretor-presidente do Serrapilheira, Hugo Aguilaniu, no texto de divulgação do lançamento do novo edital.

As inscrições para a nova chamada podem ser feitas de 5 de novembro até 14 de dezembro, no site do Serrapilheira. É necessário ter concluído o doutorado entre 1º de janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2016. Caso o candidato seja mulher com filhos, o prazo pode ser estendido em um ano ou dois, respectivamente para quem tem um ou dois ou mais filhos. Selecionados receberão o financiamento a partir de junho de 2019.

Vinicius Ramos, pesquisador do IMPA, foi contemplado na 1ª chamada pública do Serrapilheira

Pesquisador-adjunto do IMPA, onde fez pós-doc, e um dos cinco matemáticos selecionados na chamada pública inaugural do Instituto Serrapilheira, Vinicius Ramos louvou o anúncio de mais verbas para o desenvolvimento de pesquisas no Brasil, pela importância do financiamento em si e pela conjuntura nacional, marcada por cortes recentes na área.

“Neste momento em que os investimentos em pesquisa do governo têm diminuído, a nova chamada vem ajudar os pesquisadores, principalmente os mais jovens, a potencializar as suas pesquisas, ter grandes e ambiciosos projetos para desenvolver no Brasil”, declarou, destacando o fato de a Matemática ter sido novamente contemplada no edital.

Apoiado pelo Serrapilheira em projeto de geometria simplética, Ramos observou que o auxílio financeiro da instituição possibilita, por exemplo, a continuidade de atividades importantes na produção científica, como a compra de equipamentos e ações que enriquecem o trabalho em colaboração.

Na 1ª chamada pública, lançada em agosto de 2017, cinco meses após a inauguração do Serrapilheira, em cerimônia no IMPA, 1.955 projetos de 331 instituições de todo o país foram inscritos e 65, escolhidos. Dos cinco matemáticos selecionados, quatro participaram dos programas de pós-graduação do IMPA.

Leia também: Programas temáticos podem receber até R$ 200 mil
Tom Jobim compôs, há 60 anos, “Aula de Matemática”