Navegar

3 de December de 2019, 13:05h

Visgraf participa da 5ª edição do VFXRio na Casa Firjan

Pesquisador-líder do Visgraf, Luiz Velho, durante evento

Especialistas reconhecidos em todo o mundo estiveram reunidos no fim de semana e nesta segunda-feira (2), na Casa Firjan, para falar sobre a produção de efeitos visuais para cinema, TV, games e novas tecnologias. O pesquisador-líder do Visgraf, Luiz Velho, apresentou a palestra “Performances em Novas Mídias” e participou do painel “Inovação, Ciência e Arte”, ao lado de Marcos Magalhães, do Animamundi; Armando Ricalde, da Ollin VFX  e Lucia Modesto, da TV Globo. 

“Para chegarmos à ‘mídia do futuro’, aos avanços que vão mudar a arte, que vão mudar a cultura, como as coisas já estão mudando, temos que ter um processo de um círculo virtuoso. É preciso juntar grupos multidisciplinares em um ambiente onde existam recursos, pessoas talentosas, contar com a presença do público e fazer para valer”, apontou Luiz Velho. 

Leia também: ‘Research in Options’ reúne especialistas em finanças
IMPA recebe workshop “Mirror Simmetry in Higher Genus”
Gabarito da OBMEP Nível A é divulgado: confira!

Durante os três dias, mais de dez palestrantes conversaram com o público, nas mais de trinta horas de evento. A proposta do VFXRio 2019 é promover palestras, workshops e encontros com supervisores, diretores e artistas que criam efeitos visuais, tecnologia de ponta e mídias imersivas. 

Pav Grochola, supervisor e coordenador artístico da Sony Pictures Imageworks, e Julien Bolbach, supervisor de efeitos visuais da MPC (Moving Picture Company) foram alguns dos destaques entre os palestrantes internacionais. Grochola foi vencedor do Visual Effects Society Award pelo inovador trabalho no filme vencedor do Oscar de animação Homem-Aranha: No Aranhaverso. Julien trabalhou no Filme O Rei Leão, na criação e iluminação de 17 animais, 63 espécies únicas, mais de 650 mil insetos e vegetação em um espaço virtual de 150 quilômetros quadrados. 

O VFXRio trouxe ao Brasil profissionais premiados de empresas como Industrial Light & Magic, Activision, MPC, Visual Effects Society, Pixomondo, Weta e DigitalDomain, além de apresentar o melhor da produção brasileira. 

Leia também: Para Luiz Henrique, ‘matemática é um universo inesgotável’
Matemática ganha um dia para chamar de seu: 14 de março